Jan 17 / da Redação

O que é Mindset?

Se você é uma daquelas pessoas que busca por autodesenvolvimento, se interessa por melhoria de performance no trabalho, ou até mesmo se preocupa em cuidar da sua saúde mental, há uma chance enorme de já ter se deparado com o termo “mindset” (bem mais de uma vez!).

Embora o termo já exista há décadas, a expressão tem se popularizado nos últimos anos. Hoje, é parte do vocabulário diário de profissionais como empreendedores, profissionais da saúde (como psicólogos e psiquiatras), psicanalistas, coachs, e até mesmo por autoridades das ciências holísticas. 

O que é Mindset?

Em tradução livre, significa “mentalidade”, “configuração da mente”, e foi difundido pela doutora em psicologia Carol S. Dweck. A professora de psicologia da Universidade de Stanford e especialista internacional em sucesso e motivação vem pesquisando desde a década de 70 como a mentalidade das pessoas impactam no comportamento, motivação, decisões e desafios que estas pessoas assumem para a vida.

Em 2006, Carol publicou seu famoso livro “Mindset – A Nova Psicologia do Sucesso”, conferindo relevância internacional para o termo que hoje tanto nos direciona em busca do autodesenvolvimento.

No livro, a psicóloga estabelece dois tipos de mindset: o Fixo, e o de Crescimento. A essência do conceito é que o mindset de Crescimento é o ideal a ser buscado por nós, já que este tipo de configuração da mente possibilita a rápida adaptação mediante os desafios.

O próprio Darwin, em sua grande obra-prima “A Origem das Espécies”, já concordava que se adaptar é a melhor ferramenta de sobrevivência na vida da Terra, ao afirmar que “Não é o mais forte que sobrevive, nem o mais inteligente, mas o que melhor se adapta às mudanças”. 

E quais são as diferenças entre o mindset Fixo e o de Crescimento? 

O mindset Fixo é marcado por verdades “absolutas”. A crença de que habilidades e inteligências são naturais à cada pessoa, ou seja, nascemos com elas ou não. E por causa desta crença, mesmo parecendo contraintuitivo, o mindset Fixo não consegue ver com clareza suas próprias limitações – isso porque os limites são uma invenção da mente deste mindset, e nem sempre vão de encontro com a realidade. Esta mente também costuma evitar desafios, por medo de revelar suas fraquezas, já que estas seriam “fixas” e uma vez descobertas seriam verdades absolutas desta pessoa.

Ainda, há a crença de que o esforço não gera mudanças, novamente por ser tão “concreto” este funcionamento da mente que se crê fixa. E daí, com todos estes equívocos absolutos, o esforço não é associado à esperança de resolução de problemas.
Afinal, cada pessoa já nasce com suas habilidades e fraquezas e assim serão, certo?

O mindset de Crescimento é a contramão destas idealizações limitadoras. As inteligências e habilidades são desenvolvidas ao longo da vida; o aprendizado é a forma de se superar as limitações; os desafios são bem vindos, e muito mais as falhas e erros, já que estes são as melhores oportunidades de aprendizado (só o erro nos mostra com tanta clareza onde existe espaço para desenvolvimento!). Para este mindset, o esforço é o verdadeiro caminho para a excelência, e os problemas passam a ser bem vindos, inclusive desejados. Dessa forma, a vida parece bem mais interessante, né? 

E como eu posso desenvolver meu mindset? 

Existem inúmeros formatos, e não somente o estudo literal sobre mindset que teria a solução “mágica”. A humanidade busca formas de aperfeiçoar nosso funcionamento mental antes mesmo de sabermos o que é a “mente”. Filosofias de vida milenares (que vão desde religiões, dogmas, e até mesmo vertentes como o kung fu), experiências de vida que tenham este propósito, como viagens e retiros, dentre outros, podem colaborar para este desenvolvimento.

Mas de todos os exemplos que citei acima, sem dúvidas há um ponto em comum, que é o autoconhecimento. É essencial saber quem você é, em sua essência, para que a partir daí seja possível desenvolver uma mentalidade de crescimento. Ora, não se levanta um prédio em um terreno sem antes investigarmos, para saber se o solo aguentaria a construção, certo? Nós funcionamos da mesma forma. Sem autoconhecimento, corremos o risco de tentar levantar um prédio num terreno de areia, e eventualmente a construção vai desmoronar.

E pra esse autoconhecimento, vale tudo (que for saudável para você, claro): terapia, exercício físico, estudo pessoal ou cursos específicos, tudo que faça com que você se desenvolva de uma forma saudável. Na EXAME Academy, vertical da EXAME de educação, há um curso com uma abordagem atual de mindset, onde se busca desenvolver o mindset de crescimento com agilidade – o curso Transformação Ágil.

Caso você esteja mais curioso sobre o que é mindset, mas ainda não se sente pronto para comprar o livro da Dra. Dweck ou ingressar em uma jornada de desenvolvimento por educação com a EXAME Academy, recomendo a leitura de um artigo bastante interessante e completo sobre mindset, feito pelo Zenklub, plataforma online de saúde emocional.

Independente de qual caminho você seguir, lembre-se: o autoconhecimento é a chave para o melhor mindset. 
Espaço do autor

Bruno Smaldino

Head de Legal, DPO e Licenciamento na Exame. Bacharel em Direito, Advogado, Conselheiro do CONAR na 1º Câmara. Músico nas horas vagas, e com uma relação confusa com a musculação.